Consulta online do FGTS

Consulta online do FGTS: A Caixa Econômica Federal já iniciou a distribuição dos lucros do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para as contas dos trabalhadores.

Para alguns dos beneficiários, o depósito ocorreu apenas em contas inativas de menor valor.

Para outros, o recebimento caiu nas contas ativas, ou seja, aquelas que representam o vínculo empregatício atual.

De acordo com a Caixa, o processamento para distribuir os lucros está sendo feito ao mesmo tempo nas bases de contas ativas e inativas.

Ou seja, não existe escalonamento entre contas com maior ou menor volume de recursos.

A Caixa Econômica ainda não disse quantos trabalhadores e quantas contas já receberam o dinheiro.

Contudo, ela garante que o prazo máximo para o depósito é 31 de agosto.

De acordo com as regras do Fundo de Garantia, cada conta vinculada do trabalhador, ativa ou inativa, poderá receber parte dos lucros desde que tivessem um saldo positivo em 31 de dezembro de 2020.

Para verificar se você tem direito ao benefício ou não, é preciso fazer uma consulta online do FGTS.

Mas como consultar o saldo do FGTS online?

Ao longo deste texto, você saberá como fazer isso e verá informações importantes sobre o Fundo de Garantia.

Como consultar FGTS online?

Confira a seguir como realizar a consulta online do FGTS na internet:

Consulta Online do FGTS pelo App

Você pode verificar o seu saldo do Fundo de Garantia por meio do aplicativo FGTS.

Para fazer uma consulta online do FGTS, basta fazer download na App Store ou no Google Play.

Após efetuar o download, será preciso informar os dados de usuário e senha para login, mas se ainda não tiver um cadastro poderá realizá-lo na hora, basta selecionar a opção e informar os dados solicitados.

LEIA TAMBÉM:

Como fazer o pedido do Cartão Cidadão pelo telefone

Consultar Seguro Desemprego

Consulta online do FGTS pelo site

Outro modo de fazer a consulta online do FGTS é entrar no portal Caixa.

É preciso fazer o login e criar uma senha de acesso.

Ao acessar o site da Caixa pela primeira vez, siga os passos abaixo:

1 Passo

Entre na plataforma Acesso Seguro, que fica no site da Caixa;

2 Passo

Digite o número do seu CPF ou NIS e clique em “Cadastrar senha”;

Consulta online do FGTS
 

3 Passo

Veja o regulamento e clique em “Aceito”;

4 Passo

Preencha os campos disponíveis com seus dados pessoais;

5 Passo

Crie uma senha de até 8 dígitos, com letras e números, e confirme. Depois disso, haverá um novo redirecionamento para a tela de login;

6 Passo

Por fim, informe seu NIS ou CPF, digite a senha que você cadastrou e clique em “Acessar”.

Bem simples realizar a consulta online do FGTS não é mesmo?

Consultar FGTS ativo pelo telefone

Além da consulta online do FGTS, a Caixa possui um serviço de torpedos SMS.

Com isso, o trabalhador pode acompanhar regularmente os depósitos e o saldo de seu FGTS.

O cadastro nesse serviço é totalmente gratuito.

Nesse serviço, o trabalhador recebe informações mensais sobre os depósitos que seu empregador fez.

Ademais, ele também pode verificar o saldo atualizado de seu Fundo de Garantia e receber avisos sobre os valores disponíveis para saque.

Para receber esses torpedos, basta acessar o site Acesso Seguro, que fica no site da Caixa.

Se já for cadastrado, digite seu NIS ou CPF e informe a sua senha. Se ainda não possui cadastro, veja os tópicos mostrados acima e se cadastre na plataforma.

Rendimento anual do FGTS

De acordo com as leis brasileiras, o FGTS possui um rendimento de 3% ao ano.

Todo dia 10, as contas do FGTS ganham uma atualização monetária mensal.

Contudo, desde 2017, os trabalhadores também recebem parte dos lucros desse benefício.

Por sinal, esses lucros vêm dos juros cobrados de empréstimos ligados a saneamento básico, crédito da casa própria e projetos de infraestrutura.

A distribuição desse dinheiro melhora o rendimento dos recursos depositados no FGTS.

Em 2020, a distribuição do lucro do FGTS foi de 96%, com isso, o benefício teve um rendimento total de 4,92%.

Por sua vez, o índice da inflação daquele ano foi de 4,52% de acordo com o IPCA.

O rendimento do FGTS também superou o da poupança, que teve um índice de 2,11% em 2020 e encerrou o ano com um retorno real negativo de 2,30%, incluindo o desconto da inflação.

Em 2019, o rendimento dos lucros do FGTS foi de 4,90% e, no ano anterior, foi de 6,18%.

Em 2017 e 2018, a rentabilidade do FGTS ficou acima da inflação devido a distribuição dos lucros. Contudo, ela ficou abaixo dos ganhos da caderneta de poupança.

A seguir, veja uma tabela com a rentabilidade total do FGTS entre 2016 e 2021:

Consulta online do FGTS
Consulta online do FGTS

Situações em que o saque é permitido

Antes de fazer a consulta online do FGTS, é preciso saber se você tem direito a esse benefício.

A seguir, veja as situações que possibilitam o saque do Fundo de Garantia:

  • Demissão sem justa causa;
  • Fim de contrato por prazo determinado;
  • Rescisão do contrato por falência total da empresa; supressão de parte de suas atividades; fechamento de qualquer um de seus estabelecimentos, o que inclui filiais ou agências; morte do empregador individual, empregador doméstico ou decretação de nulidade do contrato de trabalho;
  • Contrato rescindido por culpa recíproca ou força maior;
  • Acordo entre o trabalhador e empresa para uma rescisão. Nesse caso, o beneficiário pode sacar 80% do saldo da conta do FGTS;
  • Aposentadoria;
  • Casos de necessidade pessoal, urgente e grave, causadas por desastres naturais atrelados as chuvas ou inundações que tenham atingido a área de residência do trabalhador. Nesse caso, a situação de emergência ou o estado de calamidade pública deve ser reconhecido por uma portaria do governo federal;
  • Suspensão do trabalho avulso por prazo igual ou maior a 90 dias;
  • Morte do trabalhador;
  • Quando o titular da conta vinculada tiver 70 anos ou mais;
  • Se o trabalhador ou seu dependente forem portadores do vírus HIV;
  • Casos de câncer para o trabalhador ou para seu dependente;
  • Doença terminal para o trabalhador ou para seu dependente;
  • Casos onde o trabalhador fica 3 anos ininterruptos fora do regime do FGTS (sem emprego com carteira assinada). Esse período é contabilizado a partir de 14/07/1990 e, nesse caso, o saque do FGTS pode ser efetuado a partir do mês de aniversário do titular da conta;
  • Se a conta vinculada ficar três anos contínuos sem crédito de depósitos e o trabalhador ter se afastado até 13/07/1990;
  • Para compra da casa própria, amortização ou liquidação de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional concedido no âmbito do SFH. Nessa situação, é preciso ter 3 anos sob o regime do FGTS; não estar participando de outro financiamento no âmbito do SFH e não ser proprietário de outro imóvel;
  • Na amortização, liquidação de saldo devedor e pagamento de parte das prestações adquiridas em sistemas imobiliários de consórcio.

Agora que você já sabe como fazer a consulta online do FGTS, compartilhe e ajude outras pessoas também.

Até a próxima!

Deixe um comentário